domingo, 27 de setembro de 2009

Ops

Reparei que não expliquei o nome do Blog.
Lá vai (diretamente do Recanto das Letras)...


(Wilker Aziz)

Poesia é garrancho sobre pauta
É desespero de homem bêbado
é coisa de Poeta
Deixe aos poetas esse devaneio
Pois poesia é grito babado em meio ao nada
é apelação pra alguém que não escuta
é falar sozinho acompanhado
Deixe a baba aos poetas
Porque poesia é buraco na estrada
é choro de parto, é resgate de criancinha
poesia é passarinho morto é o gato no telhado
é cão matando galinha
é coisa de Poeta
Deixe aos poetas essa droga.

Essa coisa de palavra... tem hora que vicia.
"o poeta não é mais que suas palavras, não é mais do que um rabisco"

Um comentário:

  1. Pois poesia é grito babado em meio ao nada. Este lugar é bom!

    ResponderExcluir